Archive for Dezembro 2011

Uma Canção De Amor


.

Todo dia enquanto volto pra casa eu penso em uma canção pra te entregar

Daquelas que arrepiariam até as penugens do seu rosto com as notas menores
e diminutas mais lindas que já inventaram

Com uma letra simples e impactante que te fizesse lembrar-se de mim e cantarolar,
Sempre e sempre enquanto estivesse viva

Uma musica que acendesse alma no seu ser, que trouxesse um sorriso súbito na
Sua face sempre que ouvisse

Um som capaz de retratar o meu olhar quando me perco no seu e me vejo morto
De amores por ti,

Algo grande e singelo ao mesmo tempo, que não sumisse nunca no vento,
e sempre levasse a paz onde quer que você estivesse.

Com um refrão tão forte, que te fizesse chorar de amor, quando lembrasse,
da cor que engrandece meu rosto quando te tenho nos meus braços

Algo que lembrasse um canto celestial, que aniquilasse qualquer mal, tal qual
uma canção de ninar,

Forte como os livros do chico, belas como as canções do nando, complexas como
amores de tele-novelas,  agradável como o terreno depois da chuva,
significante como um Impeachment e delicado como uma joaninha,

Com ar de rock'n roll, malicia do samba, pegada de TANGO,  FLow de bolero
lento como um solo de piano de calda, com um ultimo solo de cordas preparado
pra te emocionar do início ao ''Grand finale''

Algo que se pareça nós dois,  em uma só voz, como o grito que outr'ora veio te dizer
como amo-te, que nem sei.

240 dias que nem um mero bosquejo, consigo fragmentar, e me cubro de saudade
o desespero me invade, e mais uma vez de tantas, fico sem palavras
para expressar,  mas eu creio que será incrível quando esse dia de folia chegar,
Se é que esse dia vá chegar, se é que um dia nem que em uma canção, eu consiga
te mostrar.

Pra dissolver e Recompor


.

Eu me olho no espelho e me acho tão estranho 
tento arrumar o cabelo mas não tem concerto 
eu me olho no espelho e vejo você refletida no 
meu olhar como um apelo.
A esmo, recolho meu pensamento no vento e almejo, 
será que é cedo pra comemorar eu questiono pra 
mim mesmo. 
eu que nunca tive ninguém que pudesse confiar 
encontrei o meu encaixe similar. 
Certa feita o desespero invadira o meu lar,
eu desarmado, terrivelmente cansado, não consegui 
enfrentar. 
Mas sua voz como de um anjo sussurrou em meus ouvidos 
o engrandecer do soprar do seu halito, invadiu 
em ondas sonoras o meu tímpano, remoeu cada 
terminação nervosa do meu ser conquistou toda 
a grandeza que havia em mim, quando de tudo só 
quis entender você. 
Essa noite eu aprendi, viver mais do que palavras 
a esperar sem ansiedade, a ter mais fé nas 
possibilidades 
Noite Passada, eu adotei o hábito de ouvir mais 
o coração, a carregar somente o peso que suporto 
nos braços, aprendi sobre merecimento, e sobre ter 
os pés-no-chão

hoje eu acordei descansado de mim, hoje não parei de agradecer 
pela felicidade que tenho, e caminhei com o meu cachorro 

O corre-corre dá vida, não nos deixa ver a cor que o céu fica 
quando a noite é fria, 
e de tanta obrigação a gente não lembra de falar que ama 
a quem ama, faltou um obrigado. 
mas de tudo que tenho, mesmo com o celular desligado 
mesmo com tanta raiva que sinto por não estar tão perto como 
eu gostaria, quando eu deveria. 
a certeza dos seus olhos cor-de-mel me vêm, 
e isso toda noite, é o suficiente pra que eu durma em paz.